Filhos da Sagrada Famlia - Vocaes Manyanet
Filhos da Sagrada Famlia - Vocaes Manyanet
 Notcias 
Filhos da Sagrada Famlia - Vocaes Manyanet
#Audincia Geral  Por: Assessoria de Comunicao,     02/09/2021 |  08:45:40 - Atualizada em:     02/09/2021 |  08:45:40
A santidade vem do Esprito Santo e a gratuidade da redeno de Jesus

Na catequese desta quarta-feira, 1º de setembro, o papa deu início à segunda parte da Carta de São Paulo aos Gálatas, onde o apóstolo coloca a comunidade diante das escolhas que fizeram e da sua condição atual. Com o tema “Gálatas insensatos” o Santo Padre afirmou:

Os termos com os quais o Apóstolo se dirige aos Gálatas certamente não são gentis. Nas outras Cartas é fácil encontrar a expressão “irmãos” ou “caríssimos”, aqui não. Diz genericamente “Gálatas” e duas vezes lhes chama “insensatos”. Não o faz porque não são inteligentes, mas porque, quase sem perceber, correm o risco de perder a fé em Cristo que aceitaram com tanto entusiasmo. São insensatos por não perceberem que o perigo é o de perder o precioso tesouro, a beleza da novidade de Cristo.  A maravilha e a tristeza do Apóstolo são evidentes. Não sem amargura, ele provoca esses cristãos a lembrarem-se do primeiro anúncio feito por ele, através do qual lhes ofereceu a possibilidade de adquirirem uma liberdade até então inesperada.

Segundo Francisco, o Apóstolo faz perguntas aos Gálatas a fim de despertas as suas consciências. Trata-se de questões retóricas, pois os Gálatas sabem muito bem que a sua chegada à fé em Cristo é fruto da graça recebida através da pregação do Evangelho.

Os Gálatas experimentaram também a ação do Espírito Santo nas comunidades. O Espírito Santo tinha sido o protagonista da sua experiência, colocá-lo agora em segundo plano a fim de dar primazia às próprias obras seria uma insensatez.

Em um outro trecho de sua catequese, Francisco recorda o convite que São Paulo nos faz, para refletirmos sobre a forma como vivemos a fé. "Será que o amor de Cristo crucificado e ressuscitado permanece no centro da nossa vida quotidiana como fonte de salvação, ou será que nos contentamos com algumas formalidades religiosas para estar em paz com a nossa consciência? Estamos apegados ao tesouro precioso, à beleza da novidade de Cristo, ou preferimos algo que neste momento nos atrai, mas que depois nos deixa vazios por dentro?"

Francisco concluiu sua catequese, dizendo que, apesar de todas as dificuldades que possamos colocar à sua ação do Espírito, "não obstante os nossos pecados, Deus não nos abandona, mas permanece conosco com o seu amor misericordioso. Deus está sempre perto de nós com a sua bondade. Peçamos a sabedoria de percebermos sempre essa realidade e mandar embora os fundamentalistas que nos propõem um caminho de ascese artificial, distante da ressurreição de Cristo. A ascese é necessária, mas uma ascese sábia e não artificial".

 

Fonte: Vatican News

  Notcias 
© 2016 - 2021 | Direitos reservados