Filhos da Sagrada Famlia - Vocaes Manyanet
Filhos da Sagrada Famlia - Vocaes Manyanet
 Artigos 
Filhos da Sagrada Famlia - Vocaes Manyanet
Por: Matheus Martins Oliveira (Aspirante),     03/08/2022 |  12:02:39
Sagrado Corao de Jesus

A festa do Sagrado Coração de Jesus é uma das três festas da nossa Igreja, comemorada no tempo comum, de modo que na segunda sexta-feira após a solenidade de Corpus Christi, se dedica ao Sagrado Coração. A Igreja mantém a devoção ao Sagrado Coração também na primeira sexta-feira de cada mês, através da Rede de Oração Mundial pelo Papa — Apostolado da Oração.

 

Primordialmente, esta devoção teve seu início na tradição de nossa Santa Igreja com São João — apostolo de Cristo —, o qual narra em seu evangelho no capítulo 19, versículo 34 que diz: “Quando chegaram a Jesus, tendo visto que já estava morto, não lhe quebraram as pernas; mas um dos soldados abriu-lhe o lado com uma lança, e imediatamente saíram sangue e água”. O peito de nosso redentor foi rasgado por São Longuinho, deixando nítido em seu peito aberto o tamanho do Amor de Cristo por nós.

 

Saliente-se ainda que através dos ensinamentos de nossos Santos Padres, a Igreja, nos educa que deste corte jorrou sangue e água, respectivamente o sinal da Eucaristia e do Batismo, de modo onde Santo Ambrósio diz “Que do mesmo lado aberto que nasceu Eva da costela de Adão, a Igreja nasce do lado aberto de Cristo.”. O sangue e a água que corre do lado de nosso redentor são os meios que Ele nos entrega os sacramentos, que dão origem a vida do novo homem em Cristo, pois, é através delas que nascem o novo homem, o bispo de Milão ao batizar Santo Agostinho afirma: “Vê, quando és batizado, donde vem o Batismo, se não da cruz de Cristo, da morte de Cristo. Lá está todo o mistério: Ele sofreu por ti, é nele que és redimido, é nele que és salvo e, por tua vez, te tornas salvador” (Santo Ambrósio, Sacramentos 2,2,6).

 

Igualmente quando Santa Margarida Maria Alacoque, tem as visões de Nosso Salvador e de seu Coração aberto, Ele mesmo diz que este é o coração que tanto amou os homens, que deu tudo de si em amor aos homens e de nós, o que Ele recebe? Cristo mesmo manifesta que só retribuímos ingratidões, que desonramos seu Coração quando pecamos e não nos arrependemos por isso.

 

Portanto, busquemos o Sacramento da reconciliação quanto antes para podemos termos nossos nomes escritos no Coração do Divino Mestre, como Ele mesmo nos promete ao proferi-las a Santa francesa, junto das suas outras doze promessas para aqueles que cultivarem a devoção ao seu Santo Coração, de modo a salvar toda a humanidade. Nunca nos esquecendo de que ele nos deu Tudo e nós também temos que “dar Tudo pelo Tudo” (São João da Cruz).

  Artigos 
© 2016 - 2022 | Direitos reservados